A inserção da Educação Infantil na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), atualmente em discussão em vários fóruns e segmentos sociais, foi um dos temas em debate realizado no último dia 23 de novembro, segunda-feira, em Recife (PE). A iniciativa foi promovida pelo Fundo Juntos pela Educação, como parte das atividades do Programa Primeiro a Infância – educação infantil como prioridade, desenvolvido junto aos municípios pernambucanos de Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe e São Lourenço da Mata.
 
O objetivo do Programa Primeiro a Infância é contribuir para a melhoria de uma educação infantil de qualidade nos municípios parceiros. O Fundo Juntos pela Educação é constituído pelo Instituto Arcor Brasil e Instituto C&A. Em sua primeira fase, o Programa colaborou para aprimorar as metas e estratégias direcionadas para uma educação infantil de qualidade nos planos municipais de Educação dos três municípios pernambucanos.
 
Na segunda fase, a ser concluída em 2016, o propósito será a construção de forma participativa dos projetos político pedagógicos (PPP) das unidades de educação infantil da rede de ensino municipal. Com esse horizonte, três formações já foram realizadas, para as equipes gestoras das secretarias municipais de Educação parceiras do programa e das unidades de educação infantil.
 
No dia 23 de novembro foi promovida a quarta formação, voltada para discutir as linhas do diagnóstico que fornecerá os subsídios para a formulação dos PPP das unidades de educação infantil nos municípios parceiros. Essa discussão sobre o diagnóstico considerou o debate em curso em torno da BNCC.
 
Nesse sentido, o evento teve quatro objetivos principais: 1. Compreender as mudanças propostas para a Educação Infantil no documento preliminar da BNCC. 2. Refletir sobre a articulação necessária entre o Diagnóstico e a programação das ações estabelecidas no PPP. 3. Discutir formas de acompanhamento e avaliação do PPP das escolas. 4. Estabelecer um cronograma para a elaboração, pelas escolas, das diversas etapas do PPP.
 
A reflexão sobre as “Diretrizes curriculares e a Base Nacional Comum Curricular para a Educação Infantil” foi feita a partir de exposição de Mônica Samia, da Avante – Educação e Mobilização. Na parte da tarde a dinâmica favoreceu discussões em grupos de trabalho a partir de temas como “A integração das novas referências curriculares na orientação sobre os diagnósticos escolares”; “Programação das ações: construção de cronograma do órgão gestor e das unidades escolares”; e “Acompanhamento e avaliação: programação do órgão gestor e das unidades escolares”, sob coordenação de Oneide Ferraz Alves, coordenadora técnica da implementação do Programa Primeiro a Infância pela Oficina Municipal.
 
A avaliação e conclusão do evento ficaram a cargo de Gustavo Santos, também da equipe da Oficina Municipal.