No dia 21 de março, com um encontro entre educadores e gestores de unidades de educação infantil de Camaragibe (PE), começou a nova fase do Programa Primeiro a Infância – Educação Infantil como Prioridade, do Fundo Juntos pela Educação. Neste encontro foram discutidos os passos para a construção do Projeto Político Pedagógico (PPP) das unidades de educação infantil dos três municípios pernambucanos parceiros do Programa, e entre eles está a identificação dos atores sociais que participarão deste processo.
 
“A ideia é que a construção dos PPP seja participativa, com o protagonismo de todos os membros da comunidade escolar”, afirma Oneide Ferraz, coordenadora da execução do Programa Primeiro a Infância pela Oficina Municipal, organização contratada pelo Fundo Juntos pela Educação para implementar a iniciativa.
 
Oneide Ferraz nota que, além da identificação dos atores sociais que participarão da formulação dos PPP, essa fase incluirá a elaboração de diagnóstico em cada unidade de educação infantil, a execução do Projeto Político Pedagógico propriamente dito, acompanhamento e avaliação.
 
São parceiros do Programa Primeiro a Infância – Educação Infantil como Prioridade os municípios de Camaragibe, Cabo de Santo Agostinho e São Lourenço da Mata, todos da Região Metropolitana de Recife.
 
O processo de construção dos PPP começou no dia 21 de março, segunda-feira, no município de Camaragibe. No dia 22 teve início a formulação do Projeto Político Pedagógico pelas unidades escolares de São Lourenço da Mata e, no dia 23, uma formação para os educadores de Cabo de Santo Agostinho. Será uma sensibilização de preparação para as etapas seguintes.
 
Programa Primeiro a Infância – O Programa Primeiro a Infância – Educação Infantil como Prioridade é iniciativa do Fundo Juntos pela Educação, composto desde 2004 pelo Instituto Arcor Brasil e Instituto C&A, visando prover recursos e estabelecer alianças para a educação de crianças, adolescentes e jovens.
 
Lançado no dia 23 de abril de 2015, em evento em Recife, o Programa Primeiro a Infância – Educação Infantil como Prioridade foi idealizado para contribuir com o planejamento e execução de uma educação infantil de qualidade nos três municípios pernambucanos parceiros.
 
De forma a atender esse objetivo central, em sua primeira fase, relativa ao primeiro semestre de 2015, o Programa esteve focado na cooperação com os três municípios para a construção de seus Planos Municipais de Educação, no que se refere à educação infantil.
 
A segunda fase do Programa Primeiro a Infância – Educação infantil como prioridade foi lançada no dia 20 de agosto de 2015, em São Lourenço da Mata. Nessa fase, o objeto passou a ser o fortalecimento dos órgãos gestores dos três municípios e suas escolas de educação infantil, visando a construção de um documento norteador para a elaboração do PPP de cada unidade de educação infantil.
 
O documento norteador dos municípios foi concluído nos primeiros dois meses de 2016. Agora, com base nas linhas norteadoras contidas nesses documentos, cada uma das unidades de educação infantil dos três municípios vai reformular o seu PPP, a ser executado nas escolas a partir do segundo semestre deste ano, se o cronograma for cumprido.
 
Projeto Político Pedagógico – O PPP é um documento de planejamento de cada unidade escolar, que reúne seus objetivos, metas, estratégias e ações. A previsão é a de que os PPP estejam concluídos até junho deste ano. No momento seguinte haverá o acompanhamento da implementação dos Projetos, por parte do Fundo Juntos pela Educação e equipe da Oficina Municipal.
 
No conjunto, os três municípios somam 152 unidades de educação infantil, sendo 18 creches, 19 de creches em conjunto com pré-escola e 115 de pré-escola em conjunto com escolas de ensino fundamental.
 
Os PPP das 152 unidades vão abranger as diretrizes e práticas em educação infantil relacionadas a um universo de mais de 8.100 crianças, 1823 das quais, de 0 a três anos, matriculadas em creches, e 6319, de 4 e 5 anos, inscritas em unidades de educação infantil.
 
O processo participativo para a montagem do PPP em cada unidade de educação infantil envolverá alunos, pais, educadores e organizações que atuam no entorno dessas escolas. São os atores sociais que começaram a ser identificados no mapeamento que se iniciou nos dias 21 e 22 de março.
 
Além das diretrizes do documento norteador, completa Oneide Ferraz, os PPP “vão colocar em prática as linhas contidas nos Planos Municipais de Educação e nos Parâmetros da Educação Infantil, respeitando a realidade e o contexto de cada unidade de educação infantil”.