As gestoras e educadoras presentes no encontro em Piracicaba reiteraram a relevância da discussão do Marco Referencial, antes do início da construção participativa do PPP da Educação Infantil nos municípios. Cada município indicou alguns pontos que considera fundamentais para reflexão no momento de construção do Marco Referencial.
 
“É muito importante pensar na autonomia da criança, do que a Educação Infantil vai proporcionar para que a criança atinja esta autonomia”, disse Keila Caproni, coordenadora pedagógica em Mombuca, que também citou a importância de maior integração entre escola e comunidade e lembrou a contribuição da nova Base Nacional Comum Curricular.
 
A supervisora de Educação Infantil de Monte Mor, Rita de Cássia do Nascimento Lima Giorgetti, observou que o município já conta com documento norteador e diretrizes para a Educação Infantil desde 2006, como base para a construção dos PPP já realizados. Agora, em função da participação no Programa Primeiro a Infância, esses documentos podem ser aprimorados e atualizados, destacou. “Um dos pontos é como a Educação Infantil deve contemplar a inclusão”, comentou a supervisora.
 
“Precisamos dar voz às crianças, ouvir o que elas querem e têm a dizer”, acentuou a secretária municipal de Educação de Rio das Pedras, Glória Maria Manesco. “Também devemos pensar nas expectativas da comunidade escolar, observar qual é a nossa realidade e o que podemos melhorar”, completou.
 
O fortalecimento da educação inclusiva, com maior e melhor capacitação dos profissionais, foi um dos pontos indicados pela supervisora de Ensino em Rafard, Márcia Regina da Cruz Valesin. “Outra questão importante é reforçar o trabalho conjunto com as famílias das crianças, mostrar a elas que o processo educativo deve ser feito em parceria com a escola”, sublinhou a supervisora.
 
A supervisora de Educação Infantil de Capivari, Regina Aparecida de Campos Amâncio, ressaltou por sua vez, que o município concluiu recentemente a elaboração do PPP das unidades escolares. Agora é o momento, portanto, de aprimorar e ajustar. E evidenciou a relevância dos valores humanos, como um dos principais eixos norteadores para a construção do Projeto Político Pedagógico. “Dentre esses valores, o respeito ao outro é fundamental”, destacou.
 
Coordenadora pedagógica em Saltinho, Renata Pimpinatto citou como um dos pontos principais a necessidade de “conhecer melhor a realidade escolar”. Dessa forma, acentuou, é possível identificar as fragilidades mas também as potencialidades existentes nessa realidade e que podem contribuir com a melhoria da Educação Infantil.