A formação de grupos de estudos permanentes, para subsidiar as equipes escolares, foi fundamental para o êxito do Programa Primeiro a Infância em São Lourenço da Mata, sobretudo na etapa de reformulação dos PPP, pontuou Marize das Graças da Silva Duarte, técnica da divisão de Educação Infantil da Secretaria Municipal de Educação (SME), no seminário em Olinda.
 
Ela ressaltou ainda a “melhor articulação com a rede, orientando as escolas através de documentos norteadores”. A elaboração de um documento norteador, específico de São Lourenço da Mata, para a reformulação dos PPP, foi um momento especialmente rico na interação entre a Secretaria Municipal de Educação e a rede, completou Marize Duarte.
 
Como decorrência do processo, complementou Mirian José Bandeira da Silva, também técnica da divisão de Educação Infantil da SME, houve uma maior compreensão do papel da SME em relação às ações da rede escolar. E o ponto central, afirmou, foi a ampliação do conhecimento sobre como elaborar um PPP “reflexivo e participativo”.
 
A mobilização pelas escolas - A gestora da Escola Municipal Jair Pereira de Oliveira, Hiliana Alves dos Santos Nascimento, indicou as estratégias usadas para a mobilização da comunidade na confecção do PPP, como o envio de convites aos pais e setores como grupos religiosos e policiamento, a realização de café da manhã e almoço de recepção aos pais e preparação da escola com cartazes informativos. No diagnóstico, foi fundamental a “escuta qualificada das crianças”, acrescentou.
 
Na Escola Municipal Professor Alfredo Dias de Oliveira, houve reuniões com a comunidade escolar e escuta de toda a comunidade. Entre as prioridades apontadas, evidenciou a coordenadora Eurilene Maria de Barros, a melhoria no fornecimento de água, a viabilização de espaço para atividade física e a ampliação do acervo de livros e busca de maior participação das famílias na escola.
 
O incentivo à participação dos pais e comunidades nos Conselhos Escolares é essencial para a sustentabilidade das ações, afirmou Marize Duarte, técnica da SME. Também é fundamental o acompanhamento da execução dos Planos de Ação contidos nos PPP por parte dos Conselhos da Educação e Conselhos Escolares, completou Mirian da Silva.
 
A valorização do brincar e da cultura local e a reiteração da importância da participação da família e da comunidade na escola são aspectos evidenciados pelo Programa Primeiro a Infância, diz Marize, resumindo sentimento comum nos três municípios parceiros. Todos ressaltando a riqueza do processo de construção coletiva, no momento da discussão dos Planos Municipais de Educação e, sobretudo, na reformulação do PPP das unidades escolares.