Juntos pela Educação
Sem categoria

Educação Infantil em Saltinho na busca permanente da qualidade

Atividade na EMEI Gelsomina Atanásio Cassano  (Fotos José Pedro Martins)

Pouco a pouco Marina, Laura e Lorena vão dando forma a novos brinquedos, novos objetos saídos da imaginação. A massinha de trigo, confeccionada na própria escola, transformada em bolas, árvores, animais. E assim os alunos da Escola Municipal de Educação Infantil Gelsomina Atanásio Cassano, de Saltinho, vão moldando o próprio futuro, a própria vida, com o apoio das educadoras atentas e compromissadas.

A história da Educação Infantil no município é recente, destaca o diretor do Departamento de Educação e Desenvolvimento Social de Saltinho, Amarildo José Rodrigues. Ele nota que o município é pequeno, mas com uma demanda sempre crescente. De acordo com a Fundação Seade, Saltinho tinha pouco mais de 7.700 moradores em 2018.

Como a Educação Infantil está em construção, na busca permanente por mais qualidade, observa Amarildo José Rodrigues, foi muito oportuna a participação de Saltinho no Programa Primeiro a Infância – Educação Infantil como Prioridade, do Fundo Juntos pela Educação.

Alimentação saudável é preocupação permanente

“O Programa foi fundamentado na construção democrática do Projeto Político Pedagógico das escolas, e isso foi muito positivo para o município, pois ajudou a trazer ainda mais a comunidade para a vida escolar”, comenta o diretor do Departamento de Educação e Desenvolvimento Social.

Além disso, Rodrigues lembra que a implementação do Programa Primeiro a Infância aconteceu “no momento em que estava em discussão a Base Nacional Comum Curricular, e essa coincidência também contribuiu para as escolas pensarem a sua prática e a sua visão da Educação Infantil”.

A valorização das brincadeiras e a exploração dos campos de experiência, diretrizes essenciais da BNCC, estão de fato cada vez mais presentes nas unidades de Educação Infantil de Saltinho, como a própria EMEI Gelsomina  Atanásio Cassano.

A BNCC estipula cinco campos de experiência determinantes para o desenvolvimento integral da criança: Eu, o outro e o nós: Corpo, gestos e movimentos; Traços, sons, cores e formas; Escuta, fala, pensamento e imaginação; e Espaço, tempo, quantidades, relações e transformações. Como parte dos campos de experiência estão os objetivos de aprendizagem, indicados para cada faixa etária, de bebês, crianças bem pequenas e crianças pequenas.

Incentivo à criatividade e leitura

A diretora da EMEI Gelsomina Atanásio Cassano, Karina Aparecida Casali Pereira, assinala que de fato a participação no Programa Primeiro a Infância foi fundamental para que as concepções de infância e as práticas pedagógicas adequadas, como inclusive estipula a BNCC e as anteriores Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil, ficassem mais claras para todos os membros da comunidade escolar.

“Foi muito importante essa comunicação entre a escola e a comunidade escolar, possibilitada pela construção participativa do PPP”, diz a diretora.“Foram poucos pais e mães presentes na primeira reunião, mas logo passaram a entender a importância da participação e como eram de fato ouvidos. A escuta foi muito valorizada, dos pais e também das crianças”, completa Karina Casali.

Os alunos da EMEI Gelsomina Atanásio Cassano refletem a alegria com que as educadoras praticam a sua missão. A alegria presente no parquinho multicolorido, na exposição de colagens com flores e folhas coletadas pelos aluninhos do maternal, nas noções de arte culinária que vão da sala de aula até o refeitório na hora da merenda.

“Higiene dos alimentos, o que são alimentos saudáveis, as cores, os sabores, mas também o respeito, a destinação correta dos resíduos, a horta vertical. Tudo isso é motivo de informação e conhecimento”, sintetiza a professora Alessandra Baltieri, mostrando como cada gesto, cada ato na Educação Infantil pode e deve ser pedagógico, pedra angular no desenvolvimento da criança.

A mesma atmosfera de brilho no olhar das educadoras, e de felicidade das crianças em cada atividade, é verificada na Escola Municipal de Educação Infantil Professor Lúcio Ferraz de Arruda. O jardim com floreiras de pneus coloridos, os desenhos livres com giz no chão, os cartazes com fotos evidenciando a relevância das frutas e verduras, as árvores com as fotos das crianças, os risos com as artes dos personagens exibidos na televisão de tela plana.

Brincadeiras na EMEI Prof. Lúcio Ferraz de Arruda

“A livre expressão das crianças é muito importante, isso é incentivado a todo momento”, sublinha a coordenadora pedagógica, Lucimara Zatarin. Ela acrescenta que essa premissa foi observada no processo de formulação do Projeto Político Pedagógico da escola, como parte do Programa Primeiro a Infância – Educação Infantil como Prioridade.

“Foram momentos valiosos de escuta da criança e diálogos com as famílias. Todos ganharam muito, mas principalmente as crianças porque foram ouvidas e acredito que essa prática permanecerá sempre na escola”, completa a coordenadora pedagógica. A Educação Infantil de Saltinho dá seus primeiros passos, mas firmes na direção de uma escola cada vez mais participativa, democrática e que coloca a criança no centro do processo pedagógico.

Posts Relacionados

Fundo Juntos pela Educação celebra 15 anos de iniciativas inovadoras

Juntos Pela Educação

Após cinco anos, metas do PNE estão longe de serem cumpridas

Juntos Pela Educação

Educação Infantil em Rio das Pedras: melhoria contínua nas escolas

Juntos Pela Educação

Deixe um Comentário