Juntos pela Educação
Destaques Principal

Último Encontro Regional discute monitoramento e avaliação no PPP

Encontro regional em Piracicaba (Foto José Pedro Martins/Fundo Juntos pela Educação)

O Programa Primeiro a Infância – Educação Infantil como Prioridade, do Fundo Juntos pela Educação, teve como fio condutor a elaboração de forma participativa do Projeto Político Pedagógico (PPP) das unidades de Educação Infantil nos municípios parceiros: Capivari, Mombuca, Monte Mor, Rafard, Rio das Pedras e Saltinho.

Ao longo de 2018, os encontros regionais, oficinas e visitas técnicas implementados pela Oficina Municipal enfatizaram os três momentos principais de elaboração do PPP: construção do Marco Referencial, aplicação do Diagnóstico junto à comunidade escolar (incluindo consultas às famílias e escuta das crianças) e identificação das prioridades para o Plano de Ação.

Entretanto, o processo não termina com a implantação do Plano de Ação, nota Oneide Ferraz Alves, coordenadora técnica do Programa, pela Oficina Municipal, contratada pelo Fundo Juntos pela Educação. “É preciso monitorar e avaliar, durante o período de vigência do Plano de Ação”, observa. Pois o Monitoramento e a Avaliação foram o tema do último encontro regional do Programa, no último dia 18 de fevereiro, em Piracicaba.

O vice-diretor da Oficina Municipal, Gustavo Adolfo Santos, citou a caracterização de monitoramento, nos termos utilizados pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE): “É uma função de coleta e análise de dados, que ocorrem durante uma ação, e que proporcionam aos supervisores e demais envolvidos, uma visão do progresso e alcance dos objetivos, bem como da utilização de recursos”.

Citou ainda a definição do Banco Mundial para o monitoramento: “O monitoramento permite comparar o progresso real (o que está acontecendo) com o estimado (o que foi planejado), dando capacidade para os supervisores realizarem ajustes durante o processo”.

Gustavo observou que existem diferenças entre monitoramento e avaliação. O monitoramento, citou, ocorre durante todo o processo de execução de uma ação; permite correções de rumos enquanto o processo está ocorrendo; e garante que seja executado o mais próximo do planejado. Por outro lado, a avaliação pode ocorrer antes, no meio ou no fim de um processo; permite uma nova revisão das ações, metas, objetivos e recursos utilizados;  e analisa a relação entre resultados e impactos.

Como exemplo prático, comentou para as representantes dos municípios parceiros o caso do sistema de monitoramento da qualidade da água nos municípios serviços pela Sabesp, a empresa de saneamento do governo de São Paulo.

Existem, naturalmente, diferenças entre um sistema como o da Sabesp e aquele que deve ser observado em casos como os de um Projeto Político Pedagógico (PPP) de unidade de Educação Infantil.

O monitoramento de um PPP é “um processo de verificação de como se materializam na prática cotidiana da escola as ações planejadas, de modo a ser um referencial para a atuação de toda a equipe escolar”. Além disso, o monitoramento é o “acompanhamento que torna possível constatar se as ações estão acontecendo conforme o planejado, se são identificadas alterações ou ainda se não foram realizadas algumas das ações”, completou.

Em seguida, evidenciou o papel das equipes das Secretarias Municipais de Educação no monitoramento do PPP das escolas. “O papel é o de orientar as equipes gestoras das escolas sobre como poderão acompanhar o desenvolvimento das ações do seu próprio PPP”, destacou. Além disso, as equipes das Secretarias Municipais de Educação devem “acompanhar o desenvolvimento das ações dos PPPs das escolas das redes municipais”, acrescentou o vice-diretor da Oficina Municipal.

Na segunda parte do encontro de 18 de fevereiro em Piracicaba, as representantes dos municípios participaram de exercícios práticos de monitoramento e avaliação. E também participaram de atividade de avaliação do Programa, com consultores contratados pelo Fundo Juntos pela Educação.

Posts Relacionados

Fundo Juntos pela Educação soma 15 anos de programas inovadores

Juntos Pela Educação

Programa pela Educação Integral apoiou projetos em quatro estados

Juntos Pela Educação

Programa contribuiu para a Educação Infantil em Pernambuco

Juntos Pela Educação

Deixe um Comentário