Entre os dias 23 e 24 de março, a equipe técnica da Oficina Municipal realizou visitas às redes de educação infantil dos três municípios parceiros do Programa Primeiro a Infância – Educação Infantil como Prioridade. Foi o momento de alinhamento de conceitos e de discussão dos próximos passos em cada município.
 
Em Cabo de Santo Agostinho, o encontro ocorreu no auditório da Secretaria da Educação e contou com as presenças da Gerente de Ensino, Maria de Fátima Almeida, e das Coordenadoras da Educação Infantil, Gildete Maria dos Santos Silva, do Ensino Fundamental, Maria José Bevenuto, e da Gestão Democrática, Maria de Fátima Carvalho, além de várias técnicas da secretaria. O grupo mostrou-se bastante animado para iniciar a leitura e revisão do Projeto Político Pedagógico (PPP).
 
Sobre as atribuições da equipe municipal, a Gerente de Ensino apontou como primeira atividade a retomada dos planos de ações das escolas para adequação, contemplando a perspectiva do Programa. Quanto à estrutura para realização do trabalho, Fátima pensa em categorizar as escolas por localização ou atendimento (a decisão será tomada com o grupo e com a secretária) para garantir que toda rede esteja alinhada com o acompanhamento dos respectivos planos de ação. Na primeira quinzena de abril, a consultora do Programa Primeiro a Infância, Cida Freire, acompanhou a equipe municipal e as escolas na revisão dos Planos de Ações.
 
Camaragibe – O encontro foi realizado em uma das salas da Secretaria de Educação e contou com os participantes: Coordenadora da Educação Infantil – Enilde Barros; Coordenadora de Educação Especial – Suzane Silva Rufino; Técnica de Educação Especial – Geysa Paiva Ferreira; Técnicas pedagógicas – Maria Luciene da Silva, Edilma Maria da Luz e Marcia Maria Alves e Silva e Assessor Técnico – Silas José.
 
O assessor técnico Silas José destacou que chamou a atenção dele a imparcialidade da equipe da Oficina Municipal e do Fundo Juntos pela Educação. Para ele, a forma como o Programa tem sido conduzido, com tudo sendo construído com os municípios, sem nada pronto para ser executado, revela uma proposta respeitosa.
 
A maior parte da reunião foi tomada pela discussão sobre o registro do acompanhamento dos Planos de Ações das escolas. A técnica Edilma da Luz apresentou a planilha que está utilizando, derivada do modelo apresentado no final de 2016, na qual são assinaladas as ações, de todas as escolas, que são de responsabilidade/competência da Secretaria de Educação. A técnica salientou que a planilha original será utilizada para o acompanhamento de todas as ações de todas as escolas.
 
Para maior compreensão entre o que se espera e o que deve ser desenvolvido na última etapa da Educação Infantil, Edilma solicitou o apoio do Programa para uma formação de professores. Tal atividade foi realizada no dia 11 de abril e conduzida pela consultora Cida Freire. Também ficou combinado que em junho será realizado um encontro formativo sobre o brincar para todas as professoras da rede.
 
São Lourenço da Mata – O encontro em São Lourenço da Mata foi realizado na sala da Diretora de Ensino, Andrea Santana de Vasconcelos, e contou com a sua presença e as de Eurilene M. Barros – Coordenadora da Educação Infantil; Juliana M. R. de Oliveira – Coordenadora pedagógica e das Gestoras escolares: Patrícia Garcia e Nara Núbia Leal.
 
A reunião foi marcada por um diálogo muito proveitoso e decisivo para a continuidade do Programa Primeiro a Infância – Educação Infantil como Prioridade no município. A conversa versou sobre a legislação que trata do Projeto Político Pedagógico e as concepções de Educação Infantil que devem ser sustentadas pela rede municipal.
 
Sobre as atribuições dos membros da equipe de acompanhamento e avaliação dos PPPs, a Diretora de Educação informou que estava aguardando uma reunião com os gestores e coordenadores novos a ser realizada no dia 18 de abril.
 
A seguir a equipe da Oficina Municipal destacou a necessidade de um instrumento para acompanhar as ações contidas nos Planos das escolas e lembrou que um modelo de planilha foi apresentado ao município e adequado pela equipe gestora municipal anterior. Após a reunião dos gestores escolares e coordenadores pedagógicos no dia 18 de abril, seria então iniciada a revisão dos Planos de Ação de todas as escolas.